Portugiesische Weisheiten 3


A ingratido dos povos sempre corresponde extenso dos benefcios recebidos.

A ingratido a sombra do benefcio.

A ingratido o cancro moral de todos os crimes.

A ingratido indigna e destri.

A ingratido seca a fonte da piedade.

A inimigo que foge, ponte de prata.

A injustia feita a um uma ameaa feita a todos.

A inteligncia aumenta a fora, dando-lhe melhor direo e disciplina.

A inteno que conta.

A inteno que faz a ao.

A inteno faz a ao.

A inveja anuncia o merecimento, como o fumo anuncia o fogo.

A inveja combate sempre a elevao.

A inveja um verme que ri e consome as entranhas do invejoso.

A inveja est sempre em jejum.

A inveja matou Caim.

A inveja nunca tira o bem que outrem merece.

A inveja o homem atormenta; a emulao, porm, salienta.

A inveja sempre atina lugares altos.

A inveja traz o peo limpeza e ao nobre mais nobreza.

A ir guerra e a caar, no se deve aconselhar.

A ira em vo sem uma forte mo.

A ira m conselheira.

A ira queima o entendimento.

A isca que engana, e no o pescador nem a canoa.

A isca que engana, e no o pescador que tem a cana.

A juiz fraco, estoment-lo.

A juiz ladro, com os ps na mo.

A justa e boa petio traz bom despacho consigo.

A justia a todos agrada, mas ningum a quer em casa.

A justia a todos agrada, mas ningum a quer em sua casa.

A justia a todos guarda, mas ningum a quer em casa.

A justia a todos guarda, mas ningum a quer em sua casa.

A justia comea por casa.

A justia de Deus infalvel.

A justia de deus tarda, mas no falha.

A justia de Deus tarda, mas no falta.

A justia divina tarda, mas no falha.

A justia e a razo vencem tudo.

A justia cega.

A justia no conhece pai nem me, mas a verdade.

A justia no dorme.

A justia procura o culpado; a eqidade procura o inocente.

A justia sem a fora impotente; o poder sem a justia tirania.

A justia sem razo a prpria sem razo.

A justia tarda, mas no falha.

A justia tem sete mangas, e, em cada manga, sete capelos.

A justia tem sete mangas, e, em cada manga, sete manhas.

A justia, como as mos do cirurgio, com quanto mais levido cura, melhor .

A justia, para ser boa, comea por casa.

A justos no se devem pedir coisas injustas.

A juventude deve seguir seu curso.

A juventude extravagante: salta por cima do riacho quando h uma ponte ao lado.

A juventude uma flor que passa.

A la larga, o galgo a lebre mata.

A l no pesa ovelha, e a barba no pesa ao bode.

A l nunca pesou ao carneiro.

A ladro de casa nada vedado.

A ladro de casa nada se esconde.

A ladro de casa no h chave.

A ladro fino no furtes casto.

A lgrimas de mulher no h casa forte.

A lama dos moos d pela barba e aos velhos pela braga.

A lampreia faz a bolsa feia.

A laranja (banana) de manh ouro, ao meio-dia prata e noite mata.

laranja e ao fidalgo, o que quiser; ao limo e ao vilo, o que tiver.

A laranja pela manh ouro; ao meio dia, prata; tarde, cobre, e noite mata.

larga, o galgo a lebre mata.

A lavrador descuidado os ratos comem o semeado.

A lavrador descuidado, os ratos lhe comem o semeado.

A lavrador preguioso levam os ratos o precioso.

A lebre de quem a levanta, e o coelho de quem o mata.

A lei de amar como a de reinar: no sofre dois.

A lei de reinar como a de amar.

A lei deve ser como a morte: no excetuar ningum.

A lei dura, mas a lei.

A lei dura, mas lei.

A lei no tem efeito retroativo.

A lei protege os fortes.

A lei protege os grandes.

A lei v o irado, o irado no v a lei.

A lei, lei .

A leitura encanta os felizes e consola os desgraados.

A lenha quanto mais seca, mais arde.

A lenha sustenta o lume.

A lenha torta d fogo direito.

A letra com sangue entra.

A letra entra com sangue.

A letra mata, o esprito vivifica.

A letra prescreve, desde que o velhaco assina.

A liberalidade faz os prncipes amados.

A liberdade de imprensa a respirao do corpo social.

A liberdade vale ouro.

A lio do futuro existe na contemplao do passado.

A lima lima a lima.

limpeza Deus amou; mais amou quem a guardou.

A lngua bate onde di o dente.

A lngua da gente correia da pele.

A lngua das mulheres a sua espada.

A lngua do maldizente e a orelha do que o ouve, so irms.

A lngua do maldizente e o ouvido do que ouve so irmos.

A lngua dum praguento pincel do demnio.

A lngua enganosa no ama a verdade.

A lngua fala custa da cabea.

A lngua longa sinal de mo curta.

A lngua malvada corta mais que a espada.

A lngua no de ao, mas corta.

A lngua no mente o que o corao sente.

A lngua no tem osso, mas quebra osso.

A lngua no tem osso, mas quebra ossos.

A lngua tem poder de vida e de morte.

A lngua vai aonde di o dente.

A lngua volta-se sempre para o dente que di.

A linguagem da verdade simples.

A linha reta o menor caminho entre dois pontos.

A lisonja uma moeda falsa, que s tem curso pela nossa vaidade.

A lisonja no prazer seno para os tolos.

A lisonja tem seu silncio como tem a sua linguagem.

A lisonjaria a toda orelha doce.

A lisonjaria cria amigos e a verdade dios.

A lisonjeiro, fazer mau rosto.

A lua calma e tem vulces no seio.

A lua e o amor, quando no crescem, diminuem.

A lua no fica cheia num dia.

A Lua, como pinta, trinta.

A lua, onde est, logo aparece.

A Lua, quando pinta, quinta; e, se ao sexto no despinta, vai at aos trinta.

A luta contra a desgraa intil.

luz da candeia, faz tua meia.

A luz onde est, logo aparece.

A luz que vai adiante que alumia.

A m ao envergonha quem a pratica, no quem a recebe.

A m ao fica com quem a pratica.

A m cama, colcho de vinho.

A m chaga cura-se; a m fama mata.

A m chaga sara, e a m fama cresce sempre.

A m chaga sara, e a m fama mata.

A m chaga, m erva.

A m companhia torna o bom mau, e o mau pior.

A m erva depressa nasce e tarde envelhece.

A m erva depressa nasce e tudo envelhece.

A m erva mata a boa.

A m erva, se no se arranca, cada dia se multiplica.

A m fama no mata a geada.

A m fortuna nunca foi louvada.

A m hora depressa nasce e depressa melhora.

A m hora depressa nasce e depressa morre.

A m irm no te ama.

m lngua, tesoura.

A m mulher aoite do homem.

A m nova depressa nasce e depressa melhora.

A m paga venha em palha.

A m pele no se muda.

m sorte, boa cara.

m sorte, envidar forte.

A m ventura sempre queixosa.

m vizinha d agulha sem linha.

m vizinha empresta a agulha sem linha.

A ma podre estraga a companheira.

A macaco velho no se ensina a fazer caretas.

A madrugada s sabe bem depois de feita.

A me aguosa faz a filha preguiosa.

A me e a filha, por dar, se fazem amigas.

A me uma libra e a filha meia.

A magnificncia encurta a beneficncia.

A mgoa aparta amor.

A magra baila na boda, e no a gorda.

A maior arte consiste em encobrir a arte.

A maior destruio que o homem de si tem, o mesmo outro homem.

A maior dor aquela que se est sentindo.

A maior intensidade do mal anuncia, ordinariamente, a sua menor durao.

A maior jornada comea por um passo.

A maior jornada sair de casa.

A maior pressa o maior vagar.

A maior ventura a menos segura.

A maior ventura a que menos dura.

A maior vingana o desprezo.

A mais bela das virtudes perdoar.

A mais certa alcoviteira que as filhas tm, a sua prpria me.

A mais certa alcoviteira que os filhos tm, a sua prpria me.

A mais forte despesa que se pode fazer, a do tempo.

A mais mouros, mais ganncia.

A mais obriga um rosto bem ensombrado, que um homem armado.

A mais rica das rendas a economia.

A mais ruim ovelha, do fato suja o tarro.

A mais temvel valentia a que impe a necessidade.

A mais terrvel valentia a que impe a necessidade.

A mal desesperado, remdio herico.

A maldade consigo se castiga.

A maldade e a discrio so os pilotos do mundo.

A maldade uma grande enfermidade da alma.

A malcia tem vista fraca e memria forte.

A malcia, quem no a faz, no a cuida.

A maluco, maluco e meio.

A mancebo mau, com mo e com pau.

A mancebo mau, com po e com pau.

A mandriice o chamariz da mosca.

A maneira mais rpida de se tocar a boiada devagar.

A mo direita no deve saber o bem que faz a esquerda.

A mo na dor e o olho no amor.

A mo na dor, o olho no amor.

A mos lavadas, Deus lhes d que comam.

A marido, serve-o como amigo, e guarda-te dele como inimigo.

A ms fadas, ms bragas.

A ms fadas, ms brasas.

A mau amo hs de agradar, com medo de empiorar.

A mau amo, mau moo.

A mau bcoro, boa lande.

A mau capelo, mau sacristo.

A mau falador, discreto ouvidor.

A mau fodedor at o colhes atrapalham.

A mau fodedor at os pentelhos atrapalham.

A mau moo, mau amo.

A mau pagador, em farelos.

A medicina ensina a curar os doentes; a arte da guerra, a matar os sos.

A mdico, confessor e letrado nunca enganes.

A medida do ter nunca enche.

A medida geral das aes humanas o interesse.

medida que a razo cresce, o instinto enfraquece.

A melancolia alumia e destri.

A melhor companhia acha-se numa escolhida livraria.

A melhor cozinheira a azeiteira.

A melhor defesa o ataque.

A melhor entidade da terra uma boa mulher, e a pior peste, a que m.

A melhor espiga para o pior porco.

A melhor espiga sempre para o pior porco.

A melhor esposa aquela de quem ningum diz nem mal nem bem.

A melhor l, come-a a traa.

A melhor mostarda a fome.

A melhor palavra a que est por dizer.

A melhor palavra a que fica por dizer.

A melhor vingana o desprezo.

A memria das injrias dura mais que a dos benefcios.

A memria do credor melhor que a do devedor.

A memria do prazer passado acrescenta a dor presente.

A memria o estojo da cincia.

A meninos e a santos do altar no prometas para faltar.

A mente ociosa o jardim do diabo.

A mentira corre, mas a verdade a apanha.

A mentira o autor de toda a maldade.

A mentira monta na garupa da dvida.

A mentira no tem pejo.

A mentira no tem ps.

A mentira sempre vencida.

A mentira tem pernas curtas.

A mentiroso, boa memria.

A merda a mesma, as moscas que mudam.

A merda a mesma, as moscas que mudaram.

A mesa do rico insulta a fome do pobre.

A mesa lauta, muitas vezes, conduz pobreza.

mesa no se envelhece.

A mesma terra produz rosas e cardos.

A metade da obra tem feito quem comea bem e com jeito.

A metade da obra tem feito quem comea bem.

A metade da obra tem feito, quem comea com jeito.

A metade da obra tem feito, quem comea com tempo.

A metade do mundo no sabe como vive a outra metade.

A metade mais do que o todo.

A mim no, que sou macaco velho.

A mim no, que sou perro velho.

mingua de po, boas so as tortas.

mngua de po, boas so as tortas.

mngua de po, broas tortas.

mngua de po.. boas so as tortas.

minha custa aprendi a fazer bem.

A minha custa aprendi a fazer o bem.

A minha estrela assim o quis.

A minha pereira ter peras.

A minha terra onde me vai bem.

A missa acabada, partamos obrada.

A missa e o pimento so fraco alimento.

A missa se derranca com muito "amm".

A moa a aprazer e a velha a beber gastam o seu haver.

A moa a quem bem sabe o po, perdido o alho que lhe do.

moa a quem bem sabe o po, perdido o alho que lhe do.

A moa e o menino no vero ho frio.

A moa em se enfeitar e a velha em beber gastam todo o seu haver.

A moa lou se rende barba c.

A moa m torna a ama brava.

A moa no telhado no anda a bom recado.

moa que seja boa, e ao moo que tenha ofcio, no podes dar-lhes melhor benefcio.

A moa virtuosa, Deus a esposa.

A moa, como criada; a estopa, como fiada.

A mocidade comete faltas, e a velhice as expia.

A mocidade defeito que se corrige dia a dia.

A mocidade goza sem reflexo; padece com ela a velhice.

A mocidade ociosa, velhice trabalhosa.

A mocidade ociosa, velhice vergonhosa.

A mocidade passa, mas as recordaes ficam.

A mocidade viciosa faz proviso de achaques para a velhice.

A moo ataviado, mulher ao lado.

A moo mal maridado, ponde a mesa e mandai-o com recado.

A moda o tormento dos sbios e o dolo dos loucos.

A moderao dos grandes limita apenas os seus vcios.

A moderao faz a durao.

A moderao nas coisas o todo delas.

A modstia atrai a benevolncia; a vaidade afugenta-a.

A modstia um vu delicado que se esconde para dar maior valor.

A modstia mais ressalta em quem confessa a sua falta.

A moeda m expulsa a boa.

A moeda tem duas faces.

A montanha pariu um rato.

A mor pressa o mor pagar.

A mor pressa o mor vagar.

A mor pressa, maior vagar.

A moral est na cabea, e a moralidade, no corao.

A mordedura de uma serpente menos cruel que a ingratido de um filho.

A morte a todos iguala.

A morte at matar mata.

A morte com honra desassombra.

A morte com honra no desonra.

A morte cresce em ns como uma flor.

A morte de cada um j est em edital.

morte do meu marido, pouca cara e muito gemido.

A morte a coroa de todos na terra.

morte e sorte ningum foge.

A morte certa, a hora incerta.

A morte niveladora: iguala todos os viventes.

A morte o fim da vida.

A morte o fim de todos os males.

A morte faz todos iguais.

A morte iguala todos os viventes.

A morte leva os bons e deixa os ruins.

A morte liquida as contas.

A morte no escolhe idade.

A morte no escolhe idades.

A morte no escolhe nem reis nem pobres.

morte no h casa forte.

morte no h coisa forte.

A morte no poupa nem o fraco nem o forte.

A morte no poupa o fraco nem o forte.

A morte nivela tudo.

A morte que der a ventura, essa se sofra.

A morte sempre tem uma desculpa.

A morte tudo nivela.

morte, o remdio abrir-lhe a boca.

morte, o remdio abrir-lhe a cova.

A mortos e idos no h amigos.

A mosca nunca pousa seno na fraqueza.

A mouro morto, grande lanada.

A muita abastana no farta, mas enfastia.

A muita cera queima a igreja.

A muita confiana nunca causou pouca pena.

A muita cortesia espcie de engano.

A muita facilidade em parte doidice.

A muita familiaridade causa menosprezo.

A muita repreenso busca mui poucos amigos.

A muito entendimento, baixa fortuna.

A muito entendimento, dinheiro pouco.

A muito entendimento, fortuna pouca.

A muitos o bem faz mal.

A mula boa, como a viva, deve ser gorda e ligeira.

A mula com mataduras, nem cevada nem ferraduras.

A mula de vilo, mula de vero.

A mula e a mulher com afagos fazem os mandados.

A mula e a mulher com pau se quer.

A mula velha, cabeada nova.

A mula velha, cabeadas novas.

A mula, com afago; o cavalo, com castigo.

A mulher andeira diz de todos, e todos dizem dela.

A mulher andeja diz de todos, e todos dela.

A mulher boa prata que muito soa.

A mulher boa, prata que muito soa.

mulher brava, corda larga.

mulher brava, soga larga.

mulher casada e amigada, lao corredio em corda ensebada.

A mulher casada no monte alojada.

mulher casada, o marido lhe basta.

mulher casta, Deus lhe basta.

A mulher cheira bem quando a nada cheira.

A mulher chora antes do casamento, o homem, depois.

A mulher chora por dor e canta por manha.

A mulher conhece-se pelo comer, o homem pelo andar (ou pelo beber).

A mulher de boa vida no teme o homem de m lngua.

A mulher de bom recado enche a casa at o telhado.

A mulher de bondade, outrem fale e ela cale.

A mulher de Csar est acima de qualquer suspeita.

mulher de Csar no convm suspeitas.

A mulher de Csar no pode ser sequer suspeitada.

A mulher de mercador que fia, escrivo que pergunta pelo dia e oficial que vai caa, no h merc que lhe Deus faa.

A mulher do cego para quem se enfeita?.

A mulher e a cachorra, a que mais cala, a mais boa.

A mulher e a cachorra, a que mais cala, a melhor.

A mulher e a cachorra, a que mais cala, mais zorra.

A mulher e a cereja, para seu mal se enfeita.

A mulher e a colher s no faz o que no quer.

A mulher e a galinha no se deixa passear.

A mulher e a galinha no se deixa passear: a galinha o bicho come, a mulher d que falar.

A mulher e a galinha so bichos interesseiros: a galinha pelo milho e a mulher pelo dinheiro.

A mulher e a galinha, at a casa da vizinha.

A mulher e a galinha, com o sol recolhida.

A mulher e a galinha, por andar, se perde asinha.

A mulher e a galinha, s at a casa da vizinha.

mulher e galinha, torce-lhe o colo, se a queres fazer boa.

mulher e galinha, torcer-lhe o pescoo se a quiseres fazer boa.

mulher e galinha, torcer-lhe o pescoo, para a fazer boa.

A mulher e a loba, no escolher.

A mulher a mais bela criao da natureza, mas tambm a mais perigosa.

A mulher e a meloa ? s a calada que boa.

A mulher e a mula, o pau as cura.

A mulher e a ovelha com sol cortelha.

A mulher e a ovelha, com o sol cortelha.

A mulher e a pega falam o que dizem na praa.

A mulher e a pega, a que cala boa.

mulher e pera, a que cata a boa.

A mulher e a sardinha quanto maior mais daninha.

A mulher e a sardinha querem-se da mais pequenina.

A mulher e a sardinha quer-se da mais pequenina.

A mulher e a sardinha, a pequenina.

A mulher e a sardinha, a pequenininha.

A mulher e a sardinha, nem da maior nem da mais pequenina.

A mulher e a sardinha, quanto maior, mais daninha.

A mulher e a seda, de noite candeia.

A mulher e a vaca busca atrs da casa.

mulher e vinha, o homem d alegria.

A mulher e a vinha, o homem lhe d alegria.

A mulher loba no escolher.

A mulher e o co de caa, procurai-os pela raa.

A mulher e o cristal, se se quebram uma vez, no se podem mais soldar.

A mulher o cura do lar domstico.

A mulher e o dinheiro dos outros sempre melhor.

A mulher e o melo, o calado o melhor.

A mulher e o passarinho com sol ao ninho.

A mulher e o pedrado quer-se pisado.

A mulher e o peixe no mar so difceis de agarrar.

A mulher e o rapaz so pouco amigos da paz.

A mulher e o reino no se podem bem partir.

A mulher e o vidro esto sempre em perigo.

A mulher e o vinho enganam o mais fino.

A mulher e o vinho fazem errar o caminho.

A mulher e o vinho tiram o homem de seu juzo.

A mulher um animal de cabelos longos e idias curtas.

A mulher um cata-vento: vai ao vento que soprar.

A mulher um ente de cabelos compridos e idias curtas.

A mulher um mal necessrio.

A mulher ventarola: ou nos d bom vento, ou nos pe a viola.

A mulher formosa tira o nome a seu marido.

A mulher grvida aos trs meses encobre, aos quatro quer e no pode.

A mulher honrada sempre deve ser calada.

mulher louca mais agrada o pandeiro que a touca.

A mulher louca pela vista compra a touca.

mulher louca, antes rabeca que roca.

A mulher muito lou dar-se quer vida v.

A mulher no muda f.

mulher nenhum espelho chamou feia.

mulher nenhuma o espelho chamou feia.

A mulher ociosa nunca fez bom feito.

A mulher ou moa boa prata que muito soa.

mulher parida e teia urdida, nunca lhes falta guarida.

A mulher que d no homem, na terra do demo morre.

A mulher que muito se mira, pouco fia.

A mulher que no vela, no faz grande teia.

A mulher que no vela, no faz larga teia.

A mulher que no vela, no faz larga tela.

A mulher que pouco fia, sempre faz ruim camisa.

A mulher que sempre fia, sempre traz m camisa.

A mulher que te quer, no dir o que em ti houver.

A mulher que te quiser, no dir o que em ti houver.

A mulher rabiadeira como gua em joeira.

A mulher ri quando pode e chora quando quer.

A mulher rogada e a olha repousada.

A mulher sara e adoece quando quer.

A mulher velha, cabeada nova.

A mulher velha, cabeadas novas.

A mulher, ainda que rica seja, se pedida, mais deseja.

A mulher, como a franga, que caiba na manga.

A mulher, inda que rica seja, se pedida, mais deseja.

A mulher, o estudo, a experincia e o vinho mudam a natureza do homem.

A mulher, o fogo e os mares so trs males.

A mulher, o jogo e o vinho fazem errar o caminho.

A mulher, por rica que seja, se a pedem, muito mais deseja.

mulher, roca, e ao marido, espada.

A mulher, sem pr o p, faz pegada.

A multido tem muitas cabeas, mas no tem crebro.

A murmurao passa, o dinheiro fica.

A natural inclinao vence tudo.

A natureza a todos d o que lhe convm.

A natureza bem regida pouco h mister.

A natureza com pouco contente.

A natureza com pouco se contenta.

A natureza cria o bom e o mau.

A natureza criou os prazeres; o homem criou os excessos.

A natureza uma grande mestra: jamais erra.

A natureza humana com fora se justifica.

A natureza suplanta a educao.

A natureza tem horror ao vcuo.

A natureza tem limites, a imaginao no os tem.

A navio roto todo vento contrrio.

A navio roto todos os ventos so contrrios.

A necessidade agua o engenho.

A necessidade agua o entendimento.

A necessidade agua o talento.

A necessidade carece de lei.

A necessidade conduz a Deus.

A necessidade a me do engenho.

A necessidade inimiga da virtude.

A necessidade me da indstria.

A necessidade me da inveno.

A necessidade me das invenes.

A necessidade mestra da vida.

<<< operone >>>


DEUTSCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79


ENGLISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


FRANZÖSISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49


ITALIENISCH
1 2 3 4


LATEINISCH
1 2 3 4


PORTUGIESISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


SPANISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10