Portugiesische Weisheiten 19


Estmago vazio no tem ouvidos.

Estopas ao p do fogo no esto seguras.

Estorninhos e pardais, todos querem ser iguais.

Estorninhos e pardais, todos somos iguais.

Estou falando com o corao nas mos.

Estou falando com o dono da porcada, e no com os porcos.

Estrada aberta caminho.

Estrada batida, estrada sabida.

Estrada de mil lguas comea-se por uma passada.

Estrada de valento o caminho do cemitrio.

Estraga o fub e poupa o farelo.

Estropiar o canastro a algum.

Estuda e sabers, guarda e ters.

Estuda e sabers, trabalha e ters.

Eu bem te dizia Maria que papas noite faziam azia.

Eu c no tenho pevides na lngua para lhe cuspir.

Eu como tu, tu como eu, o diabo nos juntou.

Eu como tu, tu como eu, um a outro o diabo nos prendeu.

Eu conheo a farinha torrada para o meu feijo.

Eu conto o caso como o caso foi.

Eu duro e tu duro, quem levar o maduro?.

Eu e o meu cavalo, ambos temos um cuidado.

Eu me escondo do amigo que, comendo o seu sozinho, quer comer o meu comigo.

Eu poderei pouco, ou diro que no sou louco?.

Eu senhora e tu menina, quem h de varrer a casa?.

Eu sou voc amanh.

Eu te ensinarei quem o Librio.

Eu te farei ver quem o Librio.

Evitai as aparncias do mal.

Excesso de justia, excesso de injustia.

Excessos so demasias.

Exemplos faro mais que doutrina.

Exrcito bem provido tarde ou nunca vencido.

Experincia que no di, pouco ou nada aproveita.

Experimentar em cabea alheia.

Expiraram-lhe as palavras nos lbios.

Faca de parentes no tem fio.

Faca na barriga dos outros no di.

Faa o que digo, no faa o que fao.

Faca que corta, d talho sem dor.

Faa seu sermo, mas no bata no plpito.

Faa-as como quiser, quem as paga minha mulher.

Faa-se justia, embora desabem os cus.

Faa-se o milagre, embora o faa o diabo.

Fcil ao sabedor aprazer ao mau, se quiser errar.

Fcil louvar o que no se h de invejar.

Fcil no amar, fcil no aborrecer.

Facilmente acreditamos aquilo que queremos.

Fados e lados fazem ditosos os desgraados.

Fala a boca o que sente o corao.

Fala baixo que as paredes tm ouvidos.

Fala de lisonjeiro, sempre v e sem proveito.

Fala do lisonjeiro, sempre v e sem proveito.

Fala pouco e bem, sers algum.

Fala pouco e bem, ter-te-o por algum.

Fala pouco, diz a verdade, gasta pouco, e no devas.

Fala Roldo, e fala por seu mal.

Falai aos vossos e guardai o vosso.

Falai do ruim e olhai para a porta.

Falai no lobo, ver-lhe-eis a pele.

Falai no mau, aparelhai o pau.

Falai no mau, aprontai o pau.

Falai no mau, preparai o pau.

Falai no mau, que ele sempre aparece.

Falai no Mendes, porta o tendes.

Falai no Mendes, aqui o tendes.

Falai no Mendes, e porta o tendes.

Falai no ruim, logo aparece.

Falam em alhos, responde em bugalhos.

Falamos muito por ver e saber.

Falando do diabo ele aparece.

Falando do diabo, aparece o rabo.

Falando no bom, prepara-lhe o po.

Falar a ponto e favas contadas.

Falar bem no custa a ningum.

Falar bocados de ouro.

Falar com sete pedras na mo.

Falar de corao e bofes lavados.

Falar de farto.

Falar de palanque.

Falar do arns e nunca o vestir, todos o fazemos.

Falar despender, escutar adquirir.

Falar flego.

Falar prata, calar ouro.

Falar grego.

Falar mais que o preto do leite.

Falar mais que pobre no sol.

Falar no enche barriga.

Falar no diabo, e o diabo aparecer.

Falar no mau e aparelhar o pau.

Falar no mau, aprontar o pau.

Falar no mau, olhar para a porta.

Falar no mau, preparar o pau.

Falar pelos cotovelos.

Falar pelos sete cotovelos.

Falar portugus claro.

Falar portugus velho e relho.

Falar portugus.

Falar sem cuidar atirar sem apontar.

Falar sem pensar atirar sem apontar.

Falar verdade a mentir.

Falar, falar, no enche barriga.

Falas a gaguejar, ests-me a enganar.

Falas de mel, corao de fel.

Fale embora o mentiroso uma verdade, que parece falar sempre debalde.

Falem cartas, calem barbas.

Falo-lhe em alhos, responde-me em bugalhos.

Falo-lhes em alhos, respondem-me com bugalhos.

Falou o boi e disse "bu".

Falou o boi e disse "um".

Falso amor umas vezes d alegria, outras, dor.

Falso como manta de retalhos.

Falso por natura, cabelo negro e barba ruiva.

Falso por natureza, cabelo negro, barba ruiva.

Falta de azeite, consumio das torcidas.

Falta de azeite, desgraa das torcidas.

Falta de notcias boa notcia.

Falta de notcias, boas notcias.

Faltando a familiaridade, falta a amizade.

Falta-nos ainda muito por ver e saber.

Falta-nos muito por ver e saber.

Fama sem proveito faz dor de peito.

Fama sem proveito faz mal ao peito.

Famlia cresceu, economia em casa.

Famlia criada, paz arrasada.

Fars primeiro aos meus, depois aos alheios.

Fars primeiro aos teus, depois aos alheios.

Fardel de pedinte nunca cheio.

Fardel de pedinte nunca est cheio.

Farei primeiro aos meus, ento aos alheios.

Farejar e no dar com a toca.

Farinha apurada, no ta veja sogra nem cunhada.

Farinha que levanta parede.

Farinha gabada, no ta veja sogra nem cunhada.

Farinha pouca, meu piro primeiro.

Farinha ruim no d bom po.

Farinha seca no de comer.

Farnel de pedinte nunca cheio.

Fartar, gatos, que dia de entrudo.

Farta-te gato que dia de Entrudo.

Farta-te, gato, que dia de entrudo.

Far-te-ei a barba, far-me-s o topete.

Farto est o carneiro, quando marra o companheiro.

Fartura de lobo trs dias dura.

Fartura faz bravura.

Fatos e no palavras.

Favas as primeiras, cerejas as ltimas.

Favas das mais baratas, cerejas das mais caras.

Favas me fartam, favas me matam.

Favas, as primeiras; cerejas, as ltimas.

Favas, das mais caras; cerejas, das mais baratas.

Favor ao comum, favor a nenhum.

Favor ao comum, favor ao nenhum.

Favor recebido, favor esquecido.

Favores alegados pagos esto.

Faz bem jejuar depois de jantar.

Faz bem jejuar, depois de jantar.

Faz e barato, venders por cem.

Faz e barato, venders por quatro.

Faz muito quem faz bem o que faz.

Faz o que eu te digo e no faas o que fao.

Faz o que quiseres, por isso te responder a lata.

Faz por ter, vir-te-o ver.

Faz que faz, mas no faz, como o Toms.

Faz que nem gato: d unhada e esconde a unha.

Faz que nem morcego: morde e sopra.

Faz rasto sem pr pegada.

Faz trabalhar a cabea e d feriados lngua.

Faz tudo o que deves fazer, suceda o que suceder.

Faze a teu filho teu herdeiro e no teu despenseiro.

Faze a tua seara onde canta a cigarra.

Faze bem gata, saltar-te- na cara.

Faze bem a quem te desagrada, Deus e ele te recompensaro.

Faze bem a vilo, morder-te- a mo; castiga o vilo, beijar-te- a mo.

Faze bem ao bom varo, havers galardo.

Faze bem e acautela-te.

Faze bem, no cates a quem.

Faze bem, no temers ningum.

Faze boa farinha e no toques buzina.

Faze conta com a hspeda e vers o que te fica.

Faze da noite noite, e do dia dia, vivers com alegria.

Faze de boa vontade o que fizeres, e nunca te cansars.

Faze o bem e no olhes a quem.

Faze o bem, sem olhar a quem.

Faze o bem, sem olhares a quem.

Faze o mal, e espera outro tal.

Faze o que deves fazer, suceda o que suceder.

Faze o que eu digo, mas no faas o que eu fao.

Faze o que eu disser e no faas o que eu fizer.

Faze o que manda teu senhor, sentar-te-s com ele mesa.

Faze o que manda teu senhor, sentar-te-s com ele ao sol.

Faze o que podes, se no podes fazer o que queres.

Faze o teu dever, suceda o que suceder.

Faze o teu filho teu herdeiro e no teu despenseiro.

Faze p atrs, e melhor saltars.

Faze p atrs, que melhor saltars.

Faze por ter, vir-te-o ver.

Faze por ti, que Deus te ajudar.

Faze teu filho herdeiro, no o faas despenseiro.

Faze tu bem, no cates a quem.

Faze tu da tua parte, que eu te ajudarei.

Faze tu, e Deus te ajudar.

Faze tua seara onde canta a cigarra.

Faze tudo o que deves fazer, suceda o que suceder.

Fazei aos outros o que querereis que eles vos fizessem.

Fazei o bem que digo, e no o mal que fao.

Fazei o bem, no olheis a quem.

Fazei o bem, sem olhar a quem.

Fazeis muito por valer pouco.

Fazeis orelhas de mercador.

Fazeis uma coisa e rogais a Deus por outra.

Fazeis uma, e rogais a Deus por outra.

Fazeis-me abalos por cantarejos de galos.

Fazei-vos mel, comer-vos-o as moscas.

Faze-me a barba, far-te-ei a tosquia.

Faze-me a barba, far-te-ei o cabelo.

Faze-me as barbas, eu te pentearei.

Faze-me as barbas, far-te-ei o cabelo.

Fazem-se a barba um ao outro.

Fazem-se as barbas um ao outro.

Fazem-se mais males nos gabinetes da poltica que nos campos de batalha.

Fazenda alheia no faz herdeiros.

Fazenda de raiz farta, mas no abasta.

Fazenda de sobrinho, queima-a o fogo, leva-a o rio.

Fazenda faz-las.

Fazenda em duas aldeias, po em duas taleigas.

Fazenda esfarrapada vale pouco ou nada.

Fazenda herdada menos estimada.

Fazenda herdada no estimada.

Fazenda rica ou boa fazenda.

Fazenda, fazenda, teu dono te veja.

Fazenda, teu dono te veja.

Fazendo muro que se vira pedreiro.

Fazer a broa maior que a boca do forno.

Fazer a chuva e o bom tempo.

Fazer a festa e soltar os foguetes.

Fazer algum de bobo.

Fazer as coisas s avessas.

Fazer as coisas com tempo, peso e medida.

Fazer bem a velhaco deitar gua no mar.

Fazer bem a velhaco lanar gua em saco.

Fazer bem a velhacos deitar gua a pintos.

Fazer bem a velhacos lanar gua ao mar.

Fazer bem a vilo ruim e lanar gua em cesto roto.

Fazer bem a vilo ruim vazar gua em cesto roto.

Fazer bem nunca se perde.

Fazer bem o bico ao sacho.

Fazer bem sem olhar a quem.

Fazer bem sem saber a quem seus perigos tem.

Fazer capinar sentado. (= Fazer sofrer).

Fazer castelos no ar.

Fazer como a lebre: comer e rodar longe do covil.

Fazer conta sem a hspeda.

Fazer corar frade de pedra.

Fazer cortesia com o chapu alheio.

Fazer da necessidade virtude.

Fazer dar dois pontos na boca.

Fazer das fraquezas foras.

Fazer das tripas corao.

Fazer de algum gato e sapato.

Fazer de um argueiro um cavaleiro.

Fazer de um caminho dois mandados.

Fazer de uma pulga um cavaleiro armado.

Fazer de uma via dois mandados.

Fazer do cu cebola.

Fazer e desmanchar, tudo trabalhar.

Fazer economia de palitos.

Fazer extremos por d c aquela palha.

Fazer falta como uma viola num enterro.

Fazer festa a um velhaco lanar gua ao mar.

Fazer gato sapato de algum.

Fazer mal aos animais indcio de mal carter.

Fazer o bem nunca se perde.

Fazer o bem sem saber a quem perigos tem.

Fazer o bem sem saber a quem seus perigos tem.

Fazer o bem, no olhar a quem.

Fazer o bem, no temer a ningum.

Fazer o mal e a caramunha.

Fazer o que os outros fazem, no pecado.

Fazer orelhas de mercador.

Fazer ouvidos de mercador.

Fazer pela vida, que a morte certa.

Fazer torres de vento.

Fazer tudo s pancadas.

Fazer tudo com tento, peso e medida.

Fazer uma e rogar a Deus por outra.

Fazer uma tempestade num copo d'gua.

Fazer-se de burro para poder dar peido diante das moas.

Fazer-se de parvo para no remar.

Fazer-se tolo para viver.

Faze-te conhecer, saber-se- quem s.

Faze-te morto, deixar-te- o touro.

Faze-te til, que um dia sers necessrio.

Fazida de Joo Gomes, foi a cavalo e veio nos alforjes.

Faz-se a roupa conforme o pano.

Faz-se arrocho dum pau direito, que dum torto ele est feito.

F de mulher pena sobre gua.

F que no firme, no f.

Febre intermitente no a cura seno Deus.

Febre outonal, ou longa, ou mortal.

Fecha a tua porta e tira a chave; quem vier, que bata.

Fecha a tua porta, antes de seres roubado.

Fecha o sabo antes que ele transborde.

Fechar as portas, que soltam os touros.

Feijo esteio da casa.

Feijo que escora a casa.

Feio como a necessidade.

Feio como uma noite de troves.

Feio no corpo, bonito na alma.

Feita a lei, cuidada a malcia.

Feita a vindima, guardam-se os cestos.

Feitas as vindimas, guardam-se os cestos.

Feito de vilo, atirar a pedra e esconder a mo.

Feitos te farei que ao corao te cheguem.

Felicidade completa no h.

Felicidade e desejo no podem juntar-se.

Felicidade, cada um faz a sua.

Feliz a casa em que s um gasta.

Feliz a nao que no tem histria.

Feliz ao jogo, infeliz aos amores.

Feliz aquele a quem as desgraas alheias tornam acautelado.

Feliz de quem se contenta com o que tem.

Feliz de quem tem seu ninho a salvo do vendaval.

Feliz e boa festa faz quem em sua casa fica em paz.

Feliz irmo freira, que entra no cu como cunhado.

Feliz o doente que se conhece.

Feliz quem experimenta em cabea alheia.

Feliz quem feliz se julga.

Feliz quem por feliz se tem.

Feliz quem s quer o que pode e s faz o que deve.

Feliz no jogo, infeliz no amor.

Feliz no jogo, infeliz nos amores.

Feliz que nem filho de padre.

Feliz quem sempre espera.

Feliz, infeliz, quem tal se cr, e no quem outrem diz.

Feno, alto ou minguado, em Junho segado.

Ferida pequena que di.

Feridas de amor, s as cura quem as faz.

Feridas mortais em corpos alheios, ningum as sente.

Feriste o javali, deixar quem seguia e tornar a ti.

Feros de bugio, ameaas vs.

Ferradela de licrano no tem cura nem descanso.

Ferreiro a ferreiro no leva dinheiro.

Ferreiro com barba e letras com baba.

Ferro frio no caldeia.

Ferro que no se usa, enche-se de ferrugem.

Ferro que no se usa, gasta-o a ferrugem.

Ferro se malha enquanto est quente.

Ferver em pouca gua.

Festa acabada, msicos a p.

Festa acabada, msicos aos pontaps.

Festa, dure pouco e bem parea.

Festa, flores e passarinhos, em casa dos nossos vizinhos.

Fevereiro 1jejuars 2guardars 3 irs pro so brs.

Fevereiro afoga a me no ribeiro.

Fevereiro barroqueiro.

Fevereiro enxuto ri mais que todos os ratos do mundo.

Fevereiro: rego cheio.

Fez-se rouco, porque louco.

Fiado vendeu, inimigo ganhou; amigo perdeu, se dinheiro emprestou.

Fiado, nem a cunhado.

Fiado, nem a meu cunhado.

Fiado, s amanh.

Fiambre e fiado fazem bem e fazem mal.

Fiambre e fiado: sabem bem, mas fazem mal.

Fianas e confianas tm arruinado muita gente.

Fianas, confianas, desconfianas, onde entram nunca mais saem.

Fianas, confianas, desconfianas, onde entram, tm deitado muitas casas a perder.

Fiandeira preguiosa ao domingo aguosa.

Fiandeira, fia manso, que me estorvas, que estou rezando.

Fiar delgado.

Fiar e calar fazer-se amar.

Fias e teces, o lar enriqueces.

Fia-te em santo e no corras..

Fia-te na virgem e no corras veras o caminho que levas.

Fia-te na Virgem e no corras, e vers o tombo que levas.

Fia-te na Virgem e no corras, vers o trambolho que levas.

Fia-te na Virgem e no corras..

Fia-te na Virgem e no olhes para o cho, e tens certo o trambolho.

Fia-te na Virgem e no te agarres aos fueiros.

Fica melhor a mulher no seu lar, ouvindo o grilo cantar.

Fica melhor ao soldado cheiro a plvora que a mbar.

Fica sempre o rifo, e o bom conselho, no.

Fica tudo como dantes: quartel-general em Abrantes.

Ficar a ver navios.

Ficar com a pulga atrs da orelha.

Ficar com as orelhas baixas.

Ficar com nariz de palmo e meio.

Ficar com o nariz grande.

Ficar com o santo e a esmola.

Ficar de braos cruzados.

Ficar de mos atadas.

Ficar de orelha em p.

Ficar de queixo cado.

Ficar na vrzea sem cachorro.

Ficar roxo de inveja.

Ficar roxo de raiva.

Fica-te, mundo, cada vez a pior.

Ficou como quem cevou e no matou.

Ficou o vilo com a aguilhada na mo.

Fidalgo como el-rei, dinheiro, no tanto.

Fidalgo pobre, antes roto que remendado.

Fidalgo sem dinheiro, castelo sem ameias.

Fidalgo sem po vilo.

Fidalgo sem renda alforge sem merenda.

Fidalgo sem renda alforje sem merenda.

Fidalgos de meia tigela trazem a honra na ponta do nariz.

Fidalgos e galgos, co-los e deix-los.

Fidalgos e galgos, co-los e mat-los.

Fidalguia sem comedoria gaita que no assobia.

Figo na serra no tem pico.

Figo verdel e moa de hotel, apalpando-se, amadurecem.

Filha casada, filha apartada.

Filha casada, no faltam cases.

Filha casada, pretendentes porta.

Filha casada, saem-lhe genros.

Filha casada? No faltam noivos.

Filha crescida, d-lhe marido, aos vinte criada, logo casada.

Filha desposada, filha apartada.

Filha m, dota-a e casa-a.

Filha mal afamada, nem viva nem casada.

Filha, farta e despida; filho, faminto e vestido.

Filha, faze por ser boa, que a tua fama longe toa.

Filha, nem nasa, nem morra.

Filha, s boa me, que a aranha vai por aquela parede.

Filhas e batatas, no nas deixeis grelar.

Filho aborrecido nunca teve bom castigo.

Filho alheio come muito e chora feio.

Filho alheio, brasa no seio.

Filho alheio, mete-o na manga, sair-te- pelo seio.

Filho bastardo e mula cada dia fazem uma.

Filho bastardo, ou muito bom, ou muito velhaco.

Filho de arisco nasce matreiro.

Filho de avarento sai prdigo.

Filho de burro no pode ser cavalo.

Filho de burro pode ser lindo, mas d coice.

Filho de burro pode ser lindo, mas um dia d coice.

Filho de burro um dia d coice.

Filho de gata ratos mata.

Filho de gato caa rato.

Filho de gato gatinho.

Filho de gato gosta de rato.

Filho de gato mata rato.

Filho de minha filha, meu neto ; filho de meu filho, ser ou no.

Filho de minha filha, toma po e senta aqui; filho de minha nora, toma po e vai-te embora.

Filho de ona j nasce pintado.

Filho de peixe peixinho.

Filho de peixe no aprende a nadar.

Filho de peixe peixinho .

Filho de peixe sabe nadar.

Filho de puta tira o pai da culpa.

Filho de rato foge para o palheiro.

Filho de tigre pintado.

Filho de tigre j sai malhado.

Filho de vaqueiro nasce aboiando.

Filho de viva, malcriado ou mal-acostumado.

Filho s pai sers conforme fizeres assim achars.

Filho s, pai sers, assim como fizeres, assim achars.

Filho s, pai sers, conforme fizeres, assim achars.

Filho s, pai sers, conforme fizeres, assim recebers.

Filho s, pai sers; assim como fizeres, assim achars.

Filho s, pai sers; assim como fizeres, tal havers.

Filho s, pai sers; o que fizeres, encontrars.

Filho extremoso, pai venturoso.

Filho feio no tem pai.

Filho mau em que no se tem mo, melhor doente que so.

Filho mau mais vale doente que so.

Filho que os pais amargura, jamais conte com ventura.

Filho sem dor, me sem amor.

Filho s puxa o pai, quando este cego.

Filho s puxa o pai, quando o pai cego.

Filho s sai ao pai, quando o pai ladro de cavalo.

Filho tardio fica rfo cedo.

Filho nico, mal criado ou mal acostumado.

Filho, das tuas bragas; bois, das tuas vacas.

Filho, no comas, no rebentars.

Filhos casados, cuidados dobrados.

Filhos casados, dobrados cuidados.

Filhos casados, trabalhos aumentados.

Filhos criados, trabalhos dobrados.

Filhos e criadas no deves amimar, se os queres lograr.

Filhos e criados no amimar quem os quer ter.

Filhos e criados, no os amimar quem os quer lograr.

Filhos e dinheiro nunca sobejam.

Filhos no tenho netos me do canseiras.

Filhos pequenos, dores de cabea; filhos grandes, dores de corao.

Filhos quem os tem que os mantenha.

Filhos quem tem, no fale de ningum.

Filhos, dois ou trs prazer, sete ou oito fogo.

Finge arrudo, por melhor partido.

Finge-te morto, deixar-te- o touro.

Fio e agulha, meia costura.

Fio, focinho e bico no fazem dono rico.

Fizeste-o, paga-o.

Flor cada no volta ao galho.

Flor colhida, fruto perdido.

Flor de loendro, formosura sem proveito.

Flor do aloendro, formosa e sem proveito.

Flor no peito, asno perfeito.

Flor nica no faz andor.

<<< operone >>>


DEUTSCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79


ENGLISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


FRANZÖSISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49


ITALIENISCH
1 2 3 4


LATEINISCH
1 2 3 4


PORTUGIESISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


SPANISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10